Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Federal  

Frente em Defesa dos Hospitais Federais protesta contra sucateamento e privatização no dia 3/8

18/07/2017


Ao lado, reprodução do Manifesto de criação da Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais do Rio de Janeiro, Contra o Sucateamento e a Privatização.

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Em plenária realizada no auditório do Sindicato dos Médicos do Rio (Sinmed-RJ), na última segunda-feira 17, servidores, dirigentes sindicais, de federações e associações profissionais da saúde aprovaram a realização do primeiro ato público da Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais do Rio de Janeiro, Contra o Sucateamento e a Privatização. Será no próxmo dia 3 de agosto, a partir das 10h, na Cinelândia (Centro), de onde servidores e usuários de hospitais federais seguirão em passeata até o Núcleo Regional do Ministério da Saúde (Nerj), na rua México 128.

Com o título ‘SUS fica e Barros sai’, o ato exigirá a imediata saída de Ricardo Barros do cargo de ministro da saúde.
Outro encaminhamento da plenária foi a distribuição de abaixo-assinado (on-line e físico) em defesa dos hospitais federais e contra o fechamento de serviços e setores, denunciando a ameaça de transferência da gestão dessas unidades às chamadas ‘organizações sociais’ (O.S.), forma disfarçada de privatização.

A próxima plenária da Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais será no dia 31 de julho, às 18h, na sede da CSP Conlutas.

Frente foi lançada dia 10/7, com ato no Andaraí

A Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais do Rio de Janeiro foi lançada no último dia 10 de julho, durante manifestação que lotou o auditório do Hospital Federal do Andaraí. Da Frente participam mais de 80 entidades sindicais, conselhos de categorias, parlamentares e servidores da saúde federal e estadual. Durante o ato no Hospital do Andaraí foi lançado o Manifesto de criação da Frente.

Nos últimos meses, o governo Temer (PMDB) vem intensificando o sucateamento dos hospitais federais do Rio e, no momento, tenta fechar as emergências dos hospitais de Bonsucesso e do Andaraí, deixando milhares de pessoas sem atendimento. No Hospital Federal de Ipanema, o governo acabou com o serviço de cirurgia vascular. No da Lagoa, além da cirurgia vascular, o governo quer encerrar as clínicas de ortopedia, pediatria e cardiologia. Com o desmonte, a intenção do governo é entregar as administrações de todos os hospitais ao grupo privado Sírio e Libanês. 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec