Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Federal  

Protesto para Avenida Brasil contra privatização dos hospitais federais

16/08/2017

Passeata recebe o apoio da população, que pede a saída de Temer
Foto: Mayara Alves

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

 

Uma passeata de profissionais da saúde federal, antecedida de ato público em frente ao Hospital de Bonsucesso, parou o trânsito em uma das faixas da Avenida Brasil, nesta quarta-feira (16/8), entre 10h55 e meio-dia, em Bonsucesso. Foi um protesto contra a política do governo Temer e do ministro da Saúde Ricardo Barros de ampliação do desmonte e ameaça de privatização dos hospitais da rede, organizado pelas 105 entidades que integram a Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais do Rio de Janeiro, entre as quais o Sindsprev/RJ, demais sindicatos do setor, conselhos classistas e partidos de esquerda.

Veja mais imagens da passeata no Facebook

A maioria dos manifestantes era do HFB que protestavam também contra o fechamento da emergência da unidade. Participaram, ainda, servidores dos hospitais de Ipanema, Lagoa, Andaraí, INC e dos Servidores. No ato e na passeata, todos os discursos chamavam a atenção para a necessidade de fortalecer cada vez mais a unidade e a luta dos servidores de todos os hospitais e institutos federais e da população assistida, única forma de reverter o processo de desmonte, pressionar pela realização de concurso público e barrar o projeto de privatização, comandado pelo Sírio-Libanês, contratado por Ricardo Barros, engenheiro e ministro da Saúde do governo Temer.

Aumentar a resistência

O diretor do Sindsprev/RJ, Sidney Castro, avisou que os servidores não aceitarão o fechamento dos hospitais federais, ou de setores deles, e muito menos a sua privatização. Lembrou que apenas o Sistema Único de Saúde (SUS) pode garantir o atendimento público, universal e gratuito à população. “Já vimos o que acontece quando a saúde é entregue aos tubarões da iniciativa privada, como aconteceu no estado e no município do Rio: piora o atendimento, clínicas são fechadas, atrasos de pagamentos são frequentes, além do aprofundamento da falta de pessoal, medicamentos e equipamentos, além do desvio de recursos”, argumentou.

Lúcia Pádua, servidora da saúde federal, disse que a manifestação era um aviso de que os profissionais da rede não aceitarão o projeto do governo Temer de privatização. Lembrou que se trata de uma troca de favores: o governo querendo colocar nas mãos de grupos privados o filé mignon da saúde pública, com suas verbas milionárias, abrindo brechas para todo o tipo de desvio de recursos, para obter o retorno dos benefícios desta relação. “É tudo um grande negócio, do qual a única parte que sai prejudicada são os servidores e a população”, frisou.

Para a enfermeira Rejane, deputada estadual do PCdoB, o ato foi uma demonstração de que a categoria, somada à população, não vai permitir o fim do SUS público. Mas alertou de que é preciso ampliar a resistência até derrotar o projeto de Temer e Barros.

Desdobramentos da luta

Como desdobramento da luta em defesa dos hospitais federais, a última trincheira da saúde pública no país, estavam previstas as seguintes atividades: na mesma quarta-feira (16/8), às 17 horas, na Cinelândia, ato em defesa do SUS e contra a decisão do prefeito Marcelo Crivella de fechar clínicas da saúde e contra as medidas de arrocho salarial, anunciada na véspera pelo ministério do Planejamento e que atingem todo o funcionalismo federal; e na segunda-feira próxima, às 15 horas, reunião das entidades da Frente, com o Departamento de Gestão Hospitalar (DGH) do Ministério da Saúde, na Rua México, 128, nono andar para que seja explicado oficialmente no que consiste o projeto do governo Temer e de Ricardo Barros para a saúde federal do Rio de Janeiro; e no dia 23, ato em frente ao Hospital dos Servidores.




     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec