Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 12/09/2017 06/09/2017 01/09/2017 30/08/2017 30/08/2017
Saúde Federal  

Saúde Federal: por concurso e contra ponto biométrico

11/09/2018


Assembleia da saúde federal: calendário de mobilizações pela pauta dos servidores, que inclui concurso, suspensão na implantação do ponto eletrônico, fim do sucateamento e das privatizações

Foto: Fernando França


Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Participação na mesa nacional de negociação do Ministério da Saúde do próximo dia 20 de setembro, em Brasília, para discutir as reivindicações da categoria (suspensão na implantação do ponto eletrônico, realização de concurso público, fim do sucateamento e cumprimento dos acordos de greve); e calendário de assembleias de base nas principais unidades, culminando em nova assembleia geral no dia 25/10 — veja datas ao final. Esses foram os dois principais indicativos aprovados na assembleia geral da saúde federal realizada nesta terça-feira 11, no auditório do Sindsprev/RJ.

Da mesa nacional do dia 20/9, em Brasília, vão participar dirigentes do Sindsprev/RJ e da Fenasps (Federação Nacional), além de uma comissão formada por dois servidores de cada um dos hospitais e institutos federais do Rio. Além do Sindsprev/RJ e da Fenasps, outros sindicatos da área da saúde (incluindo médicos e enfermeiros) estarão presentes à audiência.

Avaliação positiva da audiência na Alerj

A assembleia foi iniciada com uma avaliação positiva da audiência pública realizada pela manhã, na Alerj, para discutir irregularidades na implementação das máquinas de ponto eletrônico nos hospitais e institutos federais. A audiência aprovou a realização de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar irregularidades — leia matéria específica, clicando aqui.

“Nós nos mobilizamos efetivamente. Saímos das nossas unidades para participar da audiência e agora queremos o resultado, que é a suspensão da implementação do ponto eletrônico”, afirmou Osvaldo Sergio Mendes, diretor do Sindsprev/RJ, durante a assembleia.

Para os também dirigentes do Sindsprev/RJ Sidney Castro e Sebastião José de Souza (Tão), a audiência foi positiva. “A audiência mostrou a covardia do Siref [Sistema de Registro de Frequência], cujo objetivo é desmontar o serviço público e constranger o servidor. Nossa bandeira é lutar contra o sucateamento, lutar por concurso público”, disse Sidney. “Foi bom fazer a audiência, mas agora temos que dar seguimento para que as coisas tenham consequências práticas nas lutas da nossa categoria. Nesse sentido, a nossa visão é sempre pelo coletivo, pela organização em torno do Sindicato, a partir da base”, frisou Tão.

Mobilização tem que continuar

“As lutas da saúde federal não pararam. São lutas contra a falta de recursos humanos, contra o fechamento das unidades, em defesa da saúde pública, gratuita e universal, pelo fim das privatizações. Enfim, lutas que precisam ser intensificadas”, completou Lúcia Pádua, da Fenasps e da Frente em Defesa dos Hospitais e Institutos Federais de Saúde.

A servidora Tatiana Martins Alves, do Hospital de Bonsucesso, destacou a importância de os trabalhadores se organizarem em torno do Sindsprev/RJ. “Foi o Sindsprev/RJ que recentemente me acolheu, quando fiz uma denúncia de assédio em minha unidade. Sobre a audiência de hoje na Alerj, acho que foi impactante porque mostrou que o sistema de ponto eletrônico, da forma como vem sendo implantado, oprime os servidores. Temos que nos mobilizar para evitar que o Ministério da Saúde homologue o ponto da maneira como está”, disse.

“Só quem vive diariamente a humilhação de ter que usar o ponto eletrônico nas unidades sabe da importância de termos realizado a audiência na Alerj. Uma audiência que não saiu do nada. Uma audiência que foi construída com muita luta e que pode dar mais visibilidade às nossas reivindicações, o que é decisivo neste momento”, resumiu Cristiane Gerardo, servidora do Hospital Cardoso Fontes e ex-dirigente do Sindsprev/RJ.

Durante a assembleia os servidores fizeram um minuto de silencio em homenagem ao servidor Luis Fernando Carvalho, ex-dirigente do Sindsprev/RJ falecido no último dia 10/9.

Veja quando serão as assembleias nas unidades

As assembleias de base nas unidades federais serão realizadas de 19/9 a 22/10, sempre às 11h, com a seguinte pauta: avaliação da mesa nacional de negociação do Ministério da Saúde; irregularidades do ponto eletrônico e CPI da Alerj; mandado de segurança para manter os salários em dia; luta por  concurso público; reestruturação dos núcleos sindicais; e campanha de filiação ao Sindsprev/RJ.

Atenção: o Hospital Federal de Bonsucesso e o Into ainda vão definir suas respectivas assembleias de base. No dia 25/10, às 16h, no auditório do Sindsprev/RJ (rua Joaquim Silva, 98 – térreo – Lapa), acontece a próxima assembleia geral da saúde federal, que terá a mesma pauta das assembleias de base e receberá os indicativos dessas assembleias para assim definir os próximos passos da mobilização.


25/9 – Hospital Federal dos Servidores do Estado
26/9 – Hospital Federal do Andaraí
9/10 – Hospital Federal Cardoso Fontes
11/10 – Hospital Federal da Lagoa
16/10 – Inca
17/10 – Hospital Federal de Ipanema
18/10 – Instituto Nacional de Cardiologia

    • Assista ao vídeo da assembleia desta terça 11, com imagens produzidas pelo cinegrafista Adelino Matias, clicando aqui.





     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec