Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 12/09/2017 06/09/2017 01/09/2017 30/08/2017 30/08/2017
Saúde Federal  

Hospital de Bonsucesso: nesta terça (30), novo ato de desagravo a Tatiana e Anderson

29/10/2018


A servidora Tatiana Martins Alves, à esquerda, fala aos servidores e recebe apoio da categoria durante novo ato de desagravo realizado na manhã desta segunda, 29/10
Foto: Mayara Alves

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Servidores e pacientes do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) fazem nesta terça-feira (30/10) o terceiro ato de desagravo aos servidores Tatiana Martins Alves e Anderson Santos Ferreira, do Núcleo Interno de Regulação (NIR), que no último dia 24/10 foram arbitrariamente postos à disposição pela diretora-geral da unidade, Luana Camargo da Silva. A manifestação será a partir das 10h, em frente à entrada principal do HFB, em Bonsucesso.

Na manhã desta segunda-feira 29, em reunião com representantes do Sindsprev/RJ, da Fenasps, do Sindicato dos Psicólogos, do Sindicato dos Enfermeiros do Rio e do Corpo Administrativo do HFB, o assessor da direção-geral da unidade, Caio Ferreira Pereira, foi intransigente e negou-se a revogar o ato administrativo (memorando) que, sem qualquer explicação plausível, colocou os dois servidores à disposição. Mesmo após o Sindsprev/RJ e demais sindicatos lembrarem que são ilegais quaisquer transferências ou mudanças de setor de servidores promovidas durante período eleitoral, Caio continuou intransigente, alegando ser ‘prerrogativa da direção’ a colocação de servidores em disponibilidade. A diretora-geral do HFB, Luana Camargo da Silva, estava ausente. Durante a reunião, servidores fizeram o segundo ato de desagravo a Tatiana e Anderson, na Praça da Liberdade, dentro do HFB.

O Sindsprev/RJ e sindicatos consideram que as transferências de Tatiana e Anderson são um ato de perseguição movido pela direção-geral do Hospital de Bonsucesso, que não sabe lidar com críticas e tenta culpar os trabalhadores pelo caos administrativo em que jogou a unidade, onde faltam medicamentos, insumos e pessoal necessário ao atendimento de pacientes.

Além da manifestação desta terça-feira 10, outras duas serão realizadas com o mesmo objetivo: na quarta e quinta-feiras, dias 31/10 e 1/11.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec