Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 13/12/2018 05/12/2018 05/12/2018 04/12/2018 28/11/2018
Saúde Federal  

Nesta sexta (11/1), ato no HFB em defesa do SUS

07/01/2019

 

 

 

 

 

Ato dos servidores do Hospital de Bonsucesso, realizado em 2018, em defesa do SUS
Foto: Mayara Alves

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Nesta sexta-feira (11/1), a partir das 8h, em frente à entrada principal do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), os servidores da unidade realizam manifestação em defesa do SUS (Sistema Único de Saúde) e protestam contra o sucateamento e o autoritarismo da direção-geral do hospital, que desde o ano passando vem desrespeitando o direito de organização dos trabalhadores e interferindo, de forma autoritária, no funcionamento de inúmeros setores. A manifestação também vai exigir concurso público e o fim de todas as privatizações e indicações políticas para cargos de chefia nas unidades federais de saúde.

O ato unificado está sendo convocado por Sindsprev/RJ, Fenasps, Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Fórum de Saúde do Rio, Frente em Defesa dos Hospitais e Institutos Federais, Sindicato dos Psicólogos e Sindicato dos Enfermeiros (SINDENF). Servidores de outras unidades federais também foram convidados a participar. Se você é da saúde federal, compareça.

O caso mais recente de autoritarismo da direção-geral do HFB aconteceu na emergência do Hospital. Após a recente aposentadoria do enfermeiro-chefe do setor, os servidores da enfermagem indicaram uma profissional experiente e com plena capacidade de cumprir as exigências requeridas para a função. A diretora-geral Luana Camargo da Silva, no entanto, desconsiderou o nome preferido dos servidores e indicou outra pessoa para a chefia, alegando tratar-se de ‘função comissionada de estrita confiança da direção’. A atitude da diretora-geral foi denunciada em nota de protesto assinada pelo Sindicato dos Enfermeiros do Rio.

Em outubro do ano passado, após ter sua caótica gestão à frente do HFB questionada, Luana Camargo colocou à disposição dois servidores lotados no Núcleo Interno de Regulação (NIR), o que desde então gerou inúmeros protestos por parte de trabalhadores e pacientes do hospital.

Cada vez mais desabastecido e sofrendo com a falta de pessoal, o Hospital Federal de Bonsucesso é atualmente a imagem do caos administrativo. Um dos maiores símbolos do descaso é a situação da emergência, inaugurada em fevereiro de 2018 com número insuficiente de profissionais, o que impossibilita condições mínimas de atendimento, prejudicando milhares de pacientes que todos os dias recorrem à unidade.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec