Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Federal  

Servidores e pacientes do HFB protestam contra arbitrárias remoções de Tatiana e Julio Noronha

03/10/2019


Servidores, pacientes e representantes de sindicatos e conselhos profissionais após o ato de protesto contra as arbitrárias remoções de Tatiana Martins Alves e Júlio Noronha
Foto: colaboração

Da Redação do Sindsprev/RJ

Com presença de representantes de sindicatos, conselhos profissionais, conselhos de saúde e movimentos sociais do Rio, servidores e pacientes do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) protestaram, na última quarta-feira (2/10), contra as arbitrárias remoções da servidora Tatiana Martins Alves e do médico Júnior Noronha. Intitulada ‘Dia do Fico’, a manifestação foi realizada na entrada principal da Emergência do HFB, onde os dois servidores estão lotados.

Tatiana e Noronha foram arbitrariamente removidos por ordem do Diretor de Programa do Ministério da Saúde, Marcelo Lamberti. As duas remoções foram imediatamente acatadas e aceitas pela direção-geral do HFB, que hoje pratica uma gestão autoritária e truculenta dentro da unidade. 

Após a realização do ato na emergência do hospital – quando inúmeros oradores se revezaram na condenação da injusta medida -, os servidores se dirigiram à antessala da direção-geral do HFB, no quinto andar, onde tentaram ser recebidos na tentativa de reverter as remoções. De forma arrogante e autoritária, contudo, a direção do HFB negou-se a conversar com os trabalhadores e representantes de entidades presentes. Em seguida, chamou a PM e a Polícia Federal, numa óbvia tentativa de intimidação dos servidores, que mesmo assim permaneceram na sala da direção durante cerca de duas horas.
 
Em assembleia realizada imediatamente após desocuparem a antessala da direção, os servidores decidiram que nesta quinta (3/10) vão denunciar as remoções de Tatiana e Júlio Noronha ao Ministério Público Federal, caracterizando-as como perseguição aos dois servidores e um ataque ao direito de organização de todos os trabalhadores da saúde federal.

Tatiana, Julio Noronha e outros servidores participaram das mobilizações realizadas ao final de 2018 contra as arbitrariedades cometidas pela então gestora do Hospital de Bonsucesso, Luana Camargo, denunciando, junto com o Sindsprev/RJ e outras entidades sindicais, as precárias condições de funcionamento da unidade.

Denúncias também foram feitas quanto às inconsistências das máquinas de ponto biométrico do Sisref (Sistema de Registro Eletrônico de Frequência), que tanto prejuízo vêm trazendo aos servidores em todas as unidades federais de saúde.

O setor onde Tatiana e Julio Noronha estão lotados, a emergência do HFB, é um dos mais afetados pela falta de profissionais, o que comprova que as remoções são mesmo um ato de perseguição política. 


O médico Julio Noronha (ao centro) e Tatiana: as
remoções são um ataque a todos os servidores

Além do Sindsprev/RJ, participaram da manifestação representantes de Fenasps (Federação Nacional), CNTSS, Sindicato dos Médicos (Sinmed), Sindicato dos Psicólogos, Sindicato dos Enfermeiros do Rio (Sindenf-RJ), SintSaúde-RJ, INTOmobiliza, Associação de Servidores do INC, Associação de Servidores do HFSE, Fórum de Saúde do Rio de Janeiro, Frente em Defesa dos Hospitais e Institutos Federais, Conselho Distrital de Saúde do RJ, Conselho Municipal de Saúde do RJ, Conselho Estadual de Saúde do RJ, Movimento ‘Nenhum Serviço de Saúde a Menos’ e Coletivo de Mulheres. Também compareceram os deputados Flávio Serafini e Talíria Petrone, do PSOL, e a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB). O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) enviou nota de solidariedade a Tatiana e Julio. O documento foi lido durante a manifestação.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec