Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Funasa  

Adicional de insalubridade da Vigilância em Saúde em São Gonçalo (ex-Funasa) voltará a ser pago

13/08/2016

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

O adicional de insalubridade dos servidores federais da Vigilância em Saúde lotados em São Gonçalo, suspenso dos contracheques desde os salários de junho, voltará aos contracheques dos trabalhadores, com pagamento dos valores retroativos referentes a esses dois meses em que deixou de ser pago.

O caso foi resolvido a partir da atuação do diretor da Vigilância Sanitária e Zoonose do município, Jorge Luiz, atendendo à solicitação dos servidores e da direção regional do Sindsprev-RJ em São Gonçalo, informa Júlio César, da direção do sindicato na região.

O corte indevido havia sido determinado pelo Ministério do Planejamento por conta da falta de laudos que atestem o ambiente insalubre. Isso foi resolvido a partir da vinda de médicos da saúde do trabalhador de outros estados e da atuação do engenheiro em segurança do trabalho. “Reivindicamos o pagamento dos valores retroativos e a direção da Vigilância assegurou que isso está garantido”, relata Júlio. 

A situação já estaria regularizada desde o início de agosto. A expectativa é de que o pagamento deste mês, que entra na conta no início de setembro, já venha com os valores da insalubridade e quem sabe com o retroativo. É isso que os dirigentes do sindicato esperam que aconteça e vão acompanhar com atenção para evitar qualquer problema. O adicional de insalubridade é um direito e deve ser assegurado, afirma o diretor regional do sindicato.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec