Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Servidores do Hospital de Saracuruna se reúnem para debater mobilização

21/10/2016

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Dirigentes do Sindsprev-RJ estiveram no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias, para conversar com os servidores e iniciar a mobilização na unidade da rede estadual. A atividade ocorreu na tarde de sexta-feira (21), quando os profissionais da saúde se reuniram em frente ao hospital, já que a direção da instituição não autorizou o uso do auditório. Os trabalhadores decidiram marcar assembleia na unidade para o dia 10 de novembro.

A precariedade das condições de trabalho foi um dos pontos destacados na reunião – na qual se constatou a urgente necessidade de organizar os servidores estatutários da unidade para que se integrem à campanha estadual da categoria, que está em greve. “Aqui está faltando tudo, as condições estão péssimas”, disse a servidora Lourdes Reis.

Entre os problemas, o fechamento por vários dias, sem explicações, do ambulatório, local que concentra a maior parte dos 196 servidores estatuários que permanecem no hospital. A maioria do quadro funcional – que ao todo chega a quase dois mil profissionais – pertence à Pró-Saúde, empresa denominada de ‘organização social’ que assumiu a unidade quando o governo do estado privatizou a gestão.

O risco que representa para a saúde pública a PEC 241 também foi levantado no encontro. O diretor do sindicato Osvaldo Mendes criticou a proposta de emenda constitucional que pode congelar por 20 anos os recursos da saúde pública, da educação e de outras áreas sociais. Ele defendeu a mobilização dos trabalhadores para tentar barrar a proposta, que poderá ser votada em segundo turno no Plenário da Câmara dos Deputados na segunda-feira (24), dia de protestos no Rio e no país, ou na terça (25).

A servidora da rede municipal de Duque de Caxias Leny Claudino, a Leninha, também representou o Sindsprev-RJ na reunião e destacou que é fundamental que os servidores se rearticulem para lutar por reivindicações locais e somar forças na luta geral contra projetos como a PEC 241. “Isso atingirá a todos, ninguém está livre dos efeitos [dessa proposta]”, afirmou.

Pouco depois da reunião, comissão formada por dirigentes do Sindsprev-RJ e do local foi recebida pelo diretor-geral do hospital, o administrador Marcel de Oliveira. Ele alegou que o auditório foi negado ao sindicato porque houve uma confusão quanto a quem o estava solicitando e prometeu que isso não ocorrerá em pedidos posteriores.

Todos os servidores estão convidados para a assembleia que ocorrerá no dia 10 de novembro, a partir das 14 horas, no hospital. Também devem participar do ato contra a PEC 241, que acontecerá nesta segunda-feira (24), com concentração às 17 horas em frente da Igreja da Candelária.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec