Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Servidores do estado repudiam omissão do procurador Marfan Vieira frente aos governos Cabral e Pezão

12/01/2017

Por Olyntho Contente

Da Redação do Sindsprev/RJ

Servidores, em ato em frente ao Ministério Público do Estado, preparam-se, agora, para lutar contra pacote de Temer-Pezão

Foto: Mayara Alves

Na segunda manifestação este ano, os servidores estaduais repudiaram, nesta quinta-feira (12/1), pela manhã, a omissão do procurador-geral de Justiça do estado, Marfam Vieira, frente às práticas inconstitucionais e outras inúmeras irregularidades praticadas pelos governos de Sérgio Cabral Filho e Luis Fernando Pezão. O protesto, organizado pelo Movimento Unificado dos Servidores do Estado (Muspe), foi em frente à sede do Ministério Pùblico Estadual.

Diversas denúncias contra Cabral e Pezão, com pedido de impeachement, foram rejeitadas ou deixaram de ser analisadas por Marfam que deixará o cargo em fevereiro. Algumas delas foram movidas pelo Sindsprev/RJ, pela não implantação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), e mais recentemente, contra o governador Pezão, especificamente por negar-se a respeitar a lei 6.884/2014 enviada por ele mesmo à Assembleia Legislativa (Alerj) e aprovada e que não foi descumprida, cometendo, com isto, crime de responsabilidade, bem como isenções fraudulentas, feitas por Cabral, e depois por Pezão, atrasos salariais e gestão temerária na saúde.

“É graças, também, ao senhor Marfam, e ao Tribunal de Justiça, que o estado se encontra na situação em que está. O procurador-geral se negou a investigar e afastar os dois governadores que cometeram todo o tipo de fraude com o dinheiro público, o que nos levou à situação atual de falência do estado. Já vai tarde, senhor Marfam”, afirmou a servidora Mariá Casa Nova, durante o ato. O diretor do SindJustiça, Ramon Carrera, lembrou que Sérgio Cabral Filho só se encontra preso em Bangu por iniciativa do Ministério Público Federal e da Justiça Federal de Curitiba, como parte da Operação Lava-Jato.

Derrotar pacote Temer-Pezão

“Se dependêssemos do procurador-geral do estado, o ex-governador ainda estaria solto. Sua prisão deixou evidente a articulação entre os dois últimos governadores do estado, o MP Estadual e o TJ”, acusou. Avisou que o Muspe vai entrar com novo pedido de impeachment de Pezão, por uma série de irregularidades e inconstitucionalidades que comprovam crime de responsabilidade. “Pezão tem que ser também afastado e preso”, afirmou. Lembrou que os servidores marcaram para a mesma quinta-feira um ato, às 14 horas, em frente ao Tribunal de Justiça para denunciar a omissão do TJ em relação a Cabral e Pezão.

Thaís de Andrade, da Associação de Servidores da Defensoria Pública do Estado, lembrou que, no próximo domingo, o funcionalismo estadual fará um ato em Copacabana, pela manhã, para denunciar o estado de extrema penúria que Pezão está impondo ao servidores e exigir o seu afastamento. Lembrou que, agora, Michel Temer quer fechar um acordo para que Pezão aprove na Alerj um pacote de maldades ainda mais cruel contra os servidores e a população fluminense, prevendo redução salarial, aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14% e privatização de empresas estatais, como a Cedae.

“A nossa luta unificada derrotou Pezão, fazendo com que a Alerj devolvesse a ele o seu pacote. Vamos ter que voltar às ruas para derrotar o pacote Temer-Meirelles-Pezão, que vão tentar, de novo, aprovar na Alerj. Não vamos deixar”, afirmou Antônio Virgínio, coordenador do Sintuperj, Sindicato dos Servidores da Uerj. Disse que diante do aprofundamento da crise, os funcionários da universidade estadual vão entrar em greve na próxima segunda-feira. Já estão paralisados os serventuários da Justiça, os servidores da Saúde e do Proderj. 

 

 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec