Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Sindsprev-RJ pede ao TJ que suspenda desconto de imposto sindical de servidores estaduais

08/02/2017

Greve do RioPrevidência ocorrida em 2016 e organizada pelo Sindsprev/RJ. Esses servidores estão sendo lesados pelo Sindserj, uma entidade fantasma que só existe para cobrar imposto sindical da categoria
Foto: Fernando França

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

O Sindsprev-RJ solicitou ao presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, que suspenda a cobrança de imposto sindical dos servidores da saúde estadual e do RioPrevidência, que está sendo feita por um sindicato que a categoria desconhece e que jamais atuou nos hospitais estaduais ou outros setores de trabalho.

O Sindsprev-RJ não se utiliza do imposto sindical e defende que as entidades sindicais tenham como base de receita as contribuições voluntárias dos trabalhadores. A cobrança do imposto sindical por parte desta entidade (Sindicato dos Servidores Públicos do Poder Executivo do Estado do Rio – Sindserj) deixou servidores revoltados. Muita gente qualifica o que está acontecendo de “roubo” do dinheiro do trabalhador, já que além de a cobrança ser questionável em qualquer situação, é inadmissível quando é feita por uma entidade sindical que a categoria sequer conhece.

Até o momento, o presidente do TJ não respondeu à solicitação do Sindsprev-RJ. Na única movimentação posterior ao pedido que aparece na tramitação da ação, o desembargador remete o processo para consulta ao Ministério Público. O departamento Jurídico do sindicato segue acompanhando o caso e estudando os melhores caminhos para impedir que o desconto se concretize.

Os advogados do Sindsprev-RJ esclarecem que embora parte dos servidores já tenha tido o desconto efetuado no contracheque, como esses recursos ficam depositados inicialmente m uma conta da Caixa Econômica Federal, ainda é possível cancelá-lo de imediato caso a Justiça assim decida – embora, naturalmente, não seja possível prever o que acontecerá.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec