Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 12/09/2017 06/09/2017 01/09/2017 30/08/2017 30/08/2017
Saúde Estadual  

Saúde Estadual: todos à Alerj, na terça, pra impedir parcelamento de salários

07/03/2018


Servidores ocupam galerias da Alerj para exigir derrubada de vetos de Pezão à emenda que impede parcelamento de salários

Foto: colaboração

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Por falta de quórum, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) adiou a votação do veto do governador Luiz Fernando Pezão à Emenda que impede o parcelamento dos salários dos servidores estaduais. A votação, que deveria ter ocorrido nesta terça (6), foi remarcada para a próxima terça (13/3), a partir das 15h. Um grande ato unificado do funcionalismo está sendo convocado. É fundamental que os servidores da saúde estadual compareçam.

A sessão desta terça (6) foi acompanhada por centenas de servidores do Estado, que lotaram as galerias da Alerj para exigir, dos deputados, a derrubada do veto de Pezão. “O governador quer continuar desrespeitando o funcionalismo estadual, quer continuar a nos pagar salários com atraso e parcelados. Não vamos permitir”, afirmou Rosimeri Paiva (Rose), da direção do Sindsprev/RJ.

Também dirigente do Sindsprev/RJ, Clara Fonseca reafirmou a necessidade de mobilização. “Todo o funcionalismo tem que estar presente na Alerj na próxima terça. Não podemos permitir que o governador tenha o direito de parcelar os nossos salários. Nossos direitos têm que ser respeitados”, disse.

A emenda fez parte da Lei Orçamentária Anual, aprovada no fim de 2017 pelos deputados. Ao sancionar o projeto, em janeiro deste ano, Pezão vetou a emenda.

Ato nesta sexta (9/3), no Palácio Guanabara, pelo PCCS

Nesta sexta (9/3), a partir das 14h, em frente ao Palácio Guanabara, categorias do funcionalismo público estadual vão acompanhar a negociação entre representantes dos servidores e o governador Pezão. A Saúde Estadual vai se manifestar pela implementação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), que será um dos temas da reunião com o governador. Compareça.

O processo do PCCS já saiu da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e foi para a Casa Civil. O próximo passo é o encaminhamento do Plano pelo  governador Pezão à Alerj, para votação, o que só vai acontecer se houver uma grande mobilização dos servidores. “Temos ido à Alerj para conversar com os deputados e as lideranças, pedindo para votarem a favor do nosso Plano. Existe essa luz no fim do túnel e mais do que nunca precisamos do apoio dos servidores. Sabemos do cansaço e desânimo depois de tantos anos sem conseguir resultado, mas não podemos desanimar agora”, afirmou Clara. 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec