Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 12/09/2017 06/09/2017 01/09/2017 30/08/2017 30/08/2017
Saúde Estadual  

Saúde Estadual: secretário diz que se empenhará na aprovação do PCR

30/07/2018


Secretário Sérgio D'Abreu Gama (ao centro) em reunião com dirigentes do Sindsprev/RJ e da Associação de Servidores do Hospital Getúlio Vargas

Foto: Mayara Alves


Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

Em reunião com as diretoras do Sindsprev/RJ Clara Fonseca e Rosimeri Paiva, na manhã desta segunda-feira (30/7), o secretário estadual de saúde, Sérgio D’Abreu Gama, comprometeu-se a se empenhar para que o Conselho Fiscal de Supervisão do Plano de Recuperação Fiscal aprove a implantação do Plano de Cargos e Remuneração (PCR). Órgão subordinado ao Ministério da Fazenda, o órgão foi criado com a função de fiscalizar as metas impostas ao governo Pezão (PMDB) como parte do empréstimo feito pela União para o ajuste das contas do estado, entre elas, os novos gastos. Por isto, o PCR, aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), depende de sua autorização.

“Vou me empenhar junto ao governador Pezão e ao próprio Conselho pela aprovação do PCR. Não vejo problema nisto, já que o plano estará dentro dos 12% previstos pela Constituição para a área da saúde”, afirmou Sérgio D’Abreu. Para as diretoras do Sindsprev/RJ, o compromisso do secretário é importante. “Mas é fundamental, também, seguir com a mobilização no Rio de Janeiro e os contatos em Brasília a fim de garantir que a autorização saia logo”, afirmou Clara. Para Rose, apesar de o PCR estar muito aquém da reivindicação original que era o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), é um pequeno passo para corrigir as graves injustiças contra os servidores.

Assédio

O Sindsprev/RJ denunciou que no Hospital Carlos Chagas o setor de Recursos Humanos está obrigando os servidores, quando chegam, a assinarem a entrada e a saída. Gama se comprometeu a enviar Fátima Matheus, superintendente de Recursos Humanos da Secretaria de Estado de Saúde (SES), à unidade para suspender esta prática ilegal. O RH do Hospital também está colocando o código 29 (impontualidade) a quem se nega a fazer o que é ordenado.

Outra denúncia é a de que as gestões dos diversos hospitais estão se recusando a cuidar do servidor que passa mal, afirmando que eles têm que procurar uma UPA. Disse que é obrigação da unidade atender o servidor de plantão e, em caso de maior gravidade, transferi-lo para outro hospital. O secretário negou a notícia de que estaria prestes a fechar o Tavares Macedo e acrescentou que não está em seus planos fechar qualquer unidade. Explicou que, no caso do Tavares de Macedo, a mudança é que o hospital vai se especializar em atendimento ambulatorial.

Rose e Clara e a vice-presidente da Associação de Servidores do Hospital Getúlio Vragas, Aisar Santana, reclamaram do assédio moral na unidade. Entre outras práticas, o gestor do RH se nega a dispensar os servidores, mesmo após o encerramento do expediente do Ambulatório. O secretário desautorizou esse comportamento e disse à superintendente de RH que determine que todos sejam liberados ao final do expediente. No Anchieta o secretário se comprometeu a verificar a denúncia de que o RH exige dos servidores o preenchimento de cadastro individual.

Gama se comprometeu também a enviar uma comissão para verificar a ocorrência de assédio na rede e acabar com esta prática. Se comprometeu ainda a agilizar as aposentadorias dos servidores que estão em andamento.

Sem comida

O secretário firmou o compromisso de verificar a situação dos PAMs Coelho Neto e Cavalcanti, cujos servidores estão sem comida e auxílio-refeição e estabelecer alternativas urgentes. Acrescentou que para ambas as unidades e para o Iaserj do Maranã e o Eduardo Rabelo será contratada empresa para fazer a refrigeração.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec