Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Sindsprev/RJ convoca servidores a concentração na secretaria estadual de saúde

23/10/2019

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

O Sindsprev/RJ convoca os servidores da rede estadual de saúde para uma concentração, neste dia 31, às 10 horas, na rua México 128, para a entrega de solicitação de audiência ao secretário da pasta, o major da PM, Edmar Santos. O objetivo é cobrar dele resposta à lista de reivindicações, entregues no dia 17 de setembro. Na ocasião, o policial militar se comprometeu a dar um retorno em 15 dias, o que não aconteceu até hoje.

As reivindicações foram apresentadas pelo Sindsprev/RJ. Entre elas estão o pagamento do adicional noturno, do triênio, que os salários sejam creditados até o quinto dia útil do mês seguinte ao trabalhado (hoje não há dia certo para o pagamento), reajuste do auxílio-refeição, pagamento do adicional de qualificação, progressão da carreira e incorporação do PCA. E a implantação do Plano de Cargos e Remumeração (PCR).

Passados mais de 35 dias, não houve contato formal. Em função disto, o Sindsprev/RJ cobrará uma posição oficial da Secretaria. Além dos dirigentes do sindicato, entre eles, Clara Fonseca, participaram da negociação em que foram entregues além destas reivindicações, a cobrança de implantação do Plano de Cargos e Remuneração (PCR) sobre o qual o secretário alegou não ter permissão do governador para falar. O argumento de Wilson Witzel é que ele está questionando a constitucionalidade da lei aprovada pela Assembleia Legislativa (Alerj) para implementar o PCR e que esta estava para ser julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Que, portanto, não havia como falar sobre o assunto.

Clara Fonseca e os demais dirigentes, lembraram que a implementação do PCR é uma exigência legal que, por isto mesmo, tem que ser cumprida. É uma reivindicação histórica dos servidores da saúde estadual, que não querem mais ver adiada a sua implementação. Que foi aprovado pela Alerj e que já existem recursos suficientes, previstos no orçamento para sua implementação. Lembrara, ainda, que outras categorias tiveram melhorias salariais não contestadas pelo governo do estado não compreendendo porque com a saúde, tão importante para a vida da população, não aconteceu o mesmo.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec