Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 13/12/2018 05/12/2018 05/12/2018 04/12/2018 28/11/2018
Política  

Ameaças de Obama ao mundo inteiro mostram o fascismo suicida dos EUA

11/05/2011

*Por Jacques D’Ornellas (foto)
                                                                                                                                                                              
No dia 1º de maio de 2011, em Abbottabad, um comando dos EUA, violando as leis internacionais, invadiu o Paquistão durante a noite e assassinou, em sua residência, civis desarmados, entre os quais Osama Bin Laden.
Tal ato de guerra suja praticado pelo presidente Barack Obama não obteve a devida autorização do Congresso, como manda a lei. O Conselho de Segurança da ONU também não se manifestou, revelando seu descaso com a manutenção da paz mundial.

Em 5 de maio último, no Marco Zero, em uma homenagem às vítimas do tenebroso embuste praticado pelo Pentágono e a CIA em 11 de setembro de 2001, Obama voltou a ameaçar o mundo com novas agressões: “O que aconteceu domingo envia uma mensagem a todo o mundo: quando dizemos que nunca vamos esquecer, estamos falando a sério.” Convém grifar: a todo o mundo.
 
Por que Barack Obama tem tanto medo do mundo?

-Porque o mundo está se tornando mais hostil às elites assassinas do Pentágono e de Wall Street!

E o assalto homicida do comando americano em território paquistanês, justo no dia do trabalhador, revela o agravamento da escalada bélica dessa lógica bandida!  Por muito menos, em 8 de agosto de 1974, Richard Nixon renunciou à presidência dos EUA admitindo seus erros, ante a iminência de votação de um impeachment.

Tudo ocorreu porque cinco homens, ligados a Nixon, foram presos no dia 17 de junho de 1972, ao tentarem colocar escutas nos escritórios do Comitê Nacional Democrata, no edifício Watergate. A dura realidade agora é que o mundo inteiro recebeu um ultimato de Barack Obama. 
Ao ameaçar e agredir todo o mundo, Barack Obama tenta encarcerar a verdade, como fez com os cinco heróis cubanos presos nos EUA. e com o soldado Bradley Manning. que repassou ao site WikiLeaks milhares de informações sobre as atrocidades cometidas pelas tropas americanas no Iraque e Afeganistão — vide o artigo “Papai Noel não existe”, de Dorrit Harazim, publicado na edição do jornal O Globo de 24 de abril de 2011.

Mas a verdade está livre, leve e solta. Sua base material e concreta se expressa na presente crise econômica terminal do modo de produção capitalista.

E a verdade está nos dizendo que Barack Obama é prisioneiro da política de guerra hegemônica que o Pentágono move contra todo o mundo. Suas últimas afirmações revelam um deslumbramento doentio com o poder destrutivo das novas armas de extermínio em massa do arsenal americano.

Ao ameaçar com mais retaliações o mundo em transformação pela ação política e majoritária dos povos, Barack Obama promove o fascismo suicida semelhante ao de Hitler e seu Reich de mil anos!
 
“Não pergunte por quem os sinos dobram, Barack Obama, seguramente eles não dobram por ti”.


*Jacques D’Ornellas é membro da Auditoria Cidadã da Dívida Pública e pesquisador de relações internacionais.
 
 

 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec