Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

‘À luz de velas’, passeata inicia jornada de protestos no DF na noite da cassação de Cunha

12/09/2016

Ato no Congresso Nacional, na noite de segunda-feira (12)
foto: reprodução internet

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Carregando velas acesas, servidores públicos federais iniciaram, nesta segunda-feira (12), a jornada nacional de três dias de protestos em Brasília contra projetos que retiram direitos e podem inviabilizar o funcionamento dos serviços públicos com passeata até o Congresso Nacional. O protesto transcorreu na noite em que, poucas horas depois, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teve o seu mandato cassado por quebra de decoro.

A caminhada percorreu a Esplanada dos Ministérios e terminou em frente ao Congresso. “Fora Temer” e “Fora Cunha” foram algumas das bandeiras levadas ao protesto. Na Câmara, por volta das 23h45min, o ex-presidente da casa teve o seu mandato cassado por 450 votos a dez.

Os servidores partiram do acampamento montado próximo à Catedral. No caminho, juntaram-se a manifestantes convocados por centrais sindicais para um ato contra o ainda deputado Eduardo Cunha e o presidente Michel Temer (PMDB). Cerca de 50 servidores da seguridade social e do seguro social no Rio de Janeiro, que integram a caravana do Sindsprev-RJ, participaram da manifestação.

Os servidores se mantiveram em uma coluna destacada durante toda a caminhada. A categoria defende o arquivamento dos projetos que congelam os orçamentos dos serviços públicos (PLP 257 e a PEC 241) e contesta as reformas já anunciadas pelo governo Temer que eliminam direitos previdenciários e trabalhistas. No gramado do Congresso, os trabalhadores usaram as velas acesas para ‘escrever’ as palavras “Fora Temer”.

Participantes do ato avaliam que cerca de dois mil servidores estiveram na atividade. Ao todo, algo entre quatro e cinco mil pessoas teriam aderido ao protesto. O ato desta segunda (12) de certo modo foi um ‘aquecimento’ para a marcha programada para a terça-feira (13), quando mais delegações – inclusive das esferas estaduais e municipais – devem chegar à capital federal.

A manifestação desta terça será a primeira marcha nacional do funcionalismo em Brasília desde que o presidente Michel Temer foi efetivado no cargo. A convocação é do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, sendo que movimentos sociais e estudantis abraçaram a iniciativa. A concentração para o ato está marcada para as 10 horas, na Catedral.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec