Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Dia Nacional de Greve e Manifestações contra a PEC 55, nesta sexta, terá passeata Candelária-Alerj

08/11/2016

 

 

 

 

Ato unificado do funcionalismo contra a PEC 241, no centro do Rio
Foto: Niko

 

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente, André Pelliccione e Helcio Duarte Filho

Esta sexta-feira (11/11) será um Dia Nacional de Greve e Manifestações em todo o país, convocado pelas centrais sindicais, como CSP-Conlutas, CUT e CTB, além de movimentos sociais e as frentes Brasil-Popular e Povo Sem Medo. Os servidores públicos, como os da saúde e previdência social, participam da paralisação e do protesto que, no Rio de Janeiro, terá uma passeata da Candelária até a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A concentração será a partir das 17h.

Além do ato unificado geral, na Candelária, a seguridade terá manifestações localizadas ao longo do dia e paralisações nos hospitais federais. É o caso dos servidores do Instituto Nacional de Cardiologia de Laranjeiras, que fazem ato a partir das 14h, em frente à unidade. No mesmo horário, os servidores da saude municipal de Niterói também farão sua manifestação, na Praça da República, em frente à Câmara Municipal. Por decisão de sua assembleia geral, os servidores da saúde de Niterói também vão paralisar suas atividades por 24 na sexta-feira 11. Já os servidores do INSS decidiram não paralisar no dia 11/11, mas vão trabalhar de preto nas principais agências do Instituto.

Em unidades com o Hospital Federal de Bonsucesso, o Hospital Federal Cardoso Fontes e o Hospital Federal dos Servidores do Estado, os servidores farão pequenos atos pela manhã e no início da tarde, seguindo depois para o ato geral da Candelária, às 17h.

Após todas essas manifestações parciais (Cardiologia de Laranjeiras, Niterói e hospitais federais) os servidores vão se dirigir à Candelária, onde se juntarão às categorias do funcionalismo no ato unificado geral do Dia Nacional de Greve e Manifestações.

A mobilização nacional faz parte da luta contra a Proposta de Emenda Constitucional 55 (antiga PEC 241), aprovada pela Câmara dos Deputados, e que agora tramita no Senado, e contra o PLC 54 (antigo PL 257), que tem o mesmo espírito da emenda: cortar drasticamente os recursos públicos, trazendo graves consequências para os serviços prestados à população e ainda mais arrocho salarial aos servidores.

PEC da Morte

A PEC 241, se for aprovada no Senado, poderá levar o Sistema Único de Saúde(SUS) a perder impressionantes R$ 654 bilhões entre 2017 e 2036. É o que diz estudo elaborado por pesquisadores do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), órgão do governo, que criticou a conclusão do trabalho. Se a PEC estivesse valendo de 2003 a 2015, o SUS já teria perdido R$ 257 bilhões em investimentos e a saúde pública estaria muito pior.

Não há futuro para a saúde pública e para setores como educação caso o PLP 257 e a PEC 241 sejam implementados. Até a gratuidade do atendimento nos hospitais corre perigo e foi o próprio ministro da Saúde que disse isso. É por isso que a proposta é também chamada de ‘PEC da morte’ ou ‘PEC do fim do mundo’. Podemos impedir que isso aconteça: mobilize-se.

Veja o calendário de atos e mobilizações

11/11 – 12h - Ato dos servidores da saúde de Niterói, na Câmara Municipal de Niterói

11/11 – 14h - Ato unificado dos servidores da saúde federal, no Instituto de Cardiologia de Laranjeiras

11/11 – 17h – Ato unificado do funcionalismo contra a PEC 241 – Concentração na Candelária, a partir das 17h.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec