Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Gerente explica cota extra do Capesaúde e promete estudar formas para melhoria no atendimento

16/12/2016

 

 

 

 

Gerente da Capesesp no Rio, Adriana Moraes, explica a servidores e dirigentes do Sindsprev/RJ os critérios para adoção de cota extra
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Em reunião com servidores da saúde federal realizada nesta quinta-feira 15, no auditório do Sindsprev/RJ, a gerente do escritório regional da Capesesp no Rio de Janeiro, Adriana de Souza Moraes, esclareceu as principais dúvidas dos trabalhadores sobre o estabelecimento de cota extra no custeio dos associados ao plano Capesaúde e respondeu a perguntas sobre as propostas para melhoria do atendimento na rede credenciada.

Segundo Adriana, a cota extra vai vigorar de dezembro de 2016 a julho de 2019 e seu estabelecimento é parte do Plano de Saneamento Financeiro (PSF) da Capesesp, implementado para atender a uma exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no sentido de que os planos de saúde passem a constituir reservas técnicas financeiras em valores suficientes para cobrir eventuais insolvências. “Sabemos que isto terá impacto sobre os 120 mil associados em nível nacional, mas estamos trabalhando no sentido de que este impacto seja sempre o menor possível. Seja como for, na comparação com outros planos de saúde que funcionam comercialmente, a Capesaúde ainda é o que apresenta melhores possibilidades e condições para os servidores”, afirmou Adriana, após distribuir tabelas comparativas dos custos da Capesaúde com os de outros planos.

Sobre a melhoria no atendimento reivindicada pelos associados, ela disse ‘estar fazendo contatos com os prestadores de serviço já credenciados e com os quais há dificuldade de relacionamento’. “Nosso objetivo — disse — é efetivamente sanar as dificuldades, para termos um atendimento melhor na ponta, em toda a rede credenciada. Por isso estamos estudando a qualidade dessa rede para ver onde é possível melhorar. Por exemplo, conhecendo as reais dificuldades de acesso, tendo em vista o grande número de idosos entre os nossos associados, procurando saber onde há falhas dos credenciados, onde há credenciados em excesso. Enfim, estamos buscando maior racionalidade e eficiência no atendimento”.

 A Capesesp é um plano que tem por filosofia atender um grupo específico de associados. No caso, os servidores da saúde federal, Funasa e Anvisa.

A reunião com Adriana de Souza Moraes foi realizada por solicitação do Sindsprev/RJ.

 


 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec