Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Sucateamento da saúde pública dificulta prevenção do câncer de mama em todo o país

08/02/2017

Da Redação do Sindsprev/RJ

A data de 5 de fevereiro é o Dia Nacional da Mamografia, exame fundamental para detectar o câncer de mama, doença que, só em 2016, atingiu mais de 50 mil mulheres em todo o país, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). É importante que cada vez mais mulheres se conscientizem da importância do exame, uma vez que o diagnostico precoce pode reduzir em até 25% a mortalidade do câncer.

Sucateamento da saúde dificulta prevenção

Apesar das belas campanhas publicitárias do Ministério da Saúde para prevenção do câncer de mama, como a do ‘Outubro Rosa’, o fato é que, devido ao sucateamento da saúde pública promovido pelos governos brasileiros nos últimos anos, o acesso à mamografia ficou cada vez mais difícil na rede pública, atingindo sobretudo as mulheres mais pobres e de baixa renda. Justamente as que mais necessitam de atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS). Falar em necessidade de prevenção, como fazem os governos Temer (PMDB), Pezão (PMDB) e Crivella (PRB), e não oferecer as condições básicas para o acesso aos exames preventivos tem nome: demagogia, cinismo e irresponsabilidade com a saúde pública.

Muito poucos motivos existem para comemorar alguma coisa no Dia Nacional da Mamografia.


 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec