Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Saúde Estadual decide unir forças e criar fórum das entidades para enfrentar ataques do governo

09/03/2017

Advogado do Sindsprev fala durante a assembleia da saúde estadual - Niko

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

A necessidade de unir a categoria, os sindicatos e todos que estejam dispostos a defender a saúde pública para enfrentar os projetos do governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB) foi definida na assembleia estadual dos servidores da saúde estadual como a prioridade máxima neste momento da mobilização e greve do setor.

Representativa, a assembleia realizada na quarta-feira (8) teve a participação de servidores de diversas unidades hospitalares e outros setores da categoria. Foram muitas as falas que destacaram a urgência de conformar essa unidade e estabelecer um fórum no qual ela possa se constituir em resultar em ações práticas – proposta aprovada de forma consensual.

Os servidores aprovaram uma série de resoluções referentes à mobilização e à organização da luta. Entre elas a participação nas manifestações contra as ‘reformas’ da Previdência e Trabalhista previstas para o dia 15 de março – data de paralisações e protestos que estão sendo convocados pelas centrais sindicais, sindicatos e uma série de organizações da sociedade civil.
Resoluções aprovadas:

-Convidar os sindicatos da área da saúde para formar o movimento unificado da saúde;

-Organizar movimento de ‘ocupação’ em frente à casa do governador Luiz Fernando Pezão;

-Participação no calendário de mobilização do Muspe contra o ‘pacote da maldade’ do governo Pezão;

-Realização de ato em frente à Procuradoria da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) para cobrar do procurador uma posição sobre as denúncias de crime de responsabilidade contra o governador;

-Promover e participar de manifestações nos aeroportos para pressionar os parlamentares contra a ‘reforma’ da Previdência;

-Referendar o Sindsprev-RJ como representante dos servidores da saúde estadual.

 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec