Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Rodoviários do Rio decidem parar e aderir ao dia de protestos contra a PEC da Previdência

15/03/2017

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Os rodoviários do Rio também vão abraçar a luta contra a ‘reforma’ da Previdência Social. A categoria decidiu, em assembleia realizada na terça-feira (13), parar por 24 horas nesta quarta-feira (15), dia nacional de protestos contra a proposta de emenda constitucional apresentada pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Ao divulgar a decisão dos rodoviários, o presidente de um dos sindicatos da categoria no Rio, Sebastião José, disse que o sentimento entre motoristas, cobradores e outros profissionais do setor é de "extrema revolta". Isso porque o setor já teria sido muito prejudicado por reformas previdenciárias anteriores – nas quais perderam inclusive o direito à aposentadoria especial aos 25 anos de trabalho, fato ocorrido no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). "Hoje os motoristas aos 25 anos já estão com uma série de doenças provenientes de sua função", disse o dirigente sindical, de acordo com o divulgado pelo jornal "Extra".

O próprio presidente do sindicato disse que não seria possível prever qual será o tamanho da adesão da categoria. Mas ressaltou que a insatisfação é grande. Disse ainda que a paralisação será realizada ‘dentro do que estabelece a lei’, sinalizando que parte da frota deverá circular.

Seguridade e seguro social

O Sindsprev-RJ está convocando os servidores do seguro e da seguridade social para que se encontrem na praça da rua Pedro Lessa, no Centro do Rio, em frente à Gerência Centro do INSS, a partir das 15 horas, desta quarta-feira (15). De lá, a categoria deve sair em caminhada até a Candelária, local da concentração geral para o ato em defesa do direito à aposentadoria e contra a Proposta de Emenda Constitucional 287, referente à Previdência Social.

A data deve marcar a maior manifestação em termos nacionais até agora realizada tendo como objetivo específico derrubar a PEC 287, que se encontra em tramitação na comissão especial da Câmara dos Deputados. O protesto está sendo convocado por todas as centrais sindicais. Haverá paralisação em diversas categorias e manifestações provavelmente em todos os estados do país.

Estão sendo convocadas ainda diversas atividades, pela manhã, que vão anteceder o ato central ao final da tarde no Rio. Entre elas um ato público no Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE), a partir das 10 horas da manhã.

Não há previsão segura, por enquanto, de quando a PEC 287 será votada na comissão e, posteriormente, no Plenário da Câmara. A tentativa inicial do governo, de votar o projeto em primeiro turno no Plenário no dia 28 de março, não se sustentou e nem mesmo a comissão deve apreciar o parecer esse mês.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec