Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Dia Mundial da Saúde terá ato no Rio com debate sobre PEC da Previdência

07/04/2017

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

O Fórum de Saúde do Rio de Janeiro está convocando manifestação para esta sexta-feira (7), no Largo da Carioca, no Centro da capital fluminense. O ato contrário às privatizações e aos projetos que retiram direitos sociais da classe trabalhadora marcará o Dia Mundial de Saúde. As atividades começam às 14 horas e devem se estender ao longo da tarde - com panfletagem, debate sobre a saúde da mulher, apresentação cultural e oficina de cartazes - até a saída em passeata, às 17h30.

A tradicional manifestação em defesa da saúde pública, realizada ao longo dos últimos anos nesta data, desta vez será associada a outra pauta em evidência e também relacionada às políticas públicas e sociais: a reforma da Previdência, que o governo de Michel Temer (PMDB) tenta aprovar no Congresso Nacional por meio da Proposta de Emenda Constitucional 287.

Por conta disso, a manifestação começará no Largo da Carioca, no Centro do Rio, e de lá seguirá para o Ifcs, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ, onde acontecerá um debate sobre a PEC da Previdência.

Material de divulgação do ato, convocado pelo Fórum de Saúde em conjunto com outras entidades sindicais e sociais, critica tanto as privatizações, quanto as políticas adotadas nas três esferas de governo que agridem os direitos da população. "E neste Dia Mundial da Saúde precisamos denunciar que diante da crise econômica que vivemos que o governo Temer, mas também Pezão e Crivella querem que a classe trabalhadora pague pela crise. Alegando que não tem recursos quando dá milhões de isenções fiscais para burguesia os governos entregam nossas unidades de saúde para Organizações Sociais (OS) e fundações, unidades de ensino privatizadas, trabalhadores sem receber salários, e ainda querem tirar nosso direito à aposentadoria!", diz trecho da convocatória.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec