Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Relator, Ricardo Ferraço (PSDB), desiste de suspender reforma trabalhista

23/05/2017

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

Depois de ter dito há quatro dias que não havia condições de colocar em votação as reformas, devido à crise política, o relator da reforma trabalhista (PLC 38) no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) retomou os debate sobre a proposta na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa nesta terça-feira, em sessão marcada para as 8h30. Ele também é relator da matéria na Comissão de Assuntos Sociais.

Depois de anunciar a decisão na última quinta-feira (18), "diante da gravidade do momento que vive o país" e por uma questão de bom senso, disse hoje (22) que apresentará seu relatório na comissão. "Fomos revisando dia a dia a conjuntura, o aprofundamento da crise. (...) E chegamos à conclusão de que é melhor neste momento não misturarmos a crise do governo com aquilo que é melhor para o nosso país", disse o relator, segundo  o jornal Valor Econômico. A decisão de não mais suspender o andamento da reforma foi tomada após reunião da bancada do PSDB. Ferraço disse que apresentará seu relatório e concederá vista coletiva para os senadores analisarem o texto.

Ele acredita que o parecer poderá ser votado na semana que vem. Adiantou que não vai mudar o texto vindo da Câmara (como PL 6.787), apenas alterando pontos discutidos com o próprio presidente Michel Temer, que, após vetar alguns itens, editaria uma medida provisória. Mas isso foi discutido antes da denúncias que envolveram Temer.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec