Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Servidores do extinto MPS são desrespeitados no Ministério do Desenvolvimento Agrário

29/05/2017

Da Redação do Sindsprev/RJ

Servidores do extinto Ministério da Previdência Social denunciaram ao Sindsprev/RJ a dramática situação funcional por que estão passando desde que foram transferidos para o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). Segundo os servidores, têm ocorrido problemas no pagamento, com depósitos de salários em conta salário, em vez de conta corrente; descontos irregulares para a Geap ou mesmo descontos não efetuados; falta de auxílio-alimentação; dados incomplentos nos perfis funcionais e grandes dificuldades para se comunicarem com Sigep, Cogep, Cigac e outros órgãos.

Em reunião com os servidores das três juntas de recursos do Rio (10ª, 11ª e 12ª), além da Câmara Adjunta da 11ª, a atual presidente do Conselho de Recursos do Seguro Social (CRSS), Ana Cristina, prometeu, dentro de sua alçada, ajudar a solucionar os problemas apontados.

Sobre a isonomia salarial com o INSS, Ana considerou justa a reivindicações, mas não se comprometeu efetivamente com o atendimento do pleito.

“Nós servidores estamos muito preocupados com o futuro das juntas. Temos inúmeros problemas que precisam de solução urgente. Um desses problemas é a situação dos servidores anistiados da Dataprev, que têm prazo até junho para deixarem as jutas, onde foram acolhidos após a Dataprev ter se recusado a recebê-los após a anistia. Isso não pode mais continuar”, afirmou o servidor Edilson Busson Mariano, ex-dirigente do Sindsprev/RJ.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec