Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Assembleia aprova participação na greve geral contra as reformas dia 30/6

22/06/2017

Assembleia na sede do Sindsprev-RJ, nesta quinta-feira (22) - Niko

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Os servidores da seguridade social, reunidos em assembleia no dia 22/6, aprovaram participar da construção da greve geral convocada para o dia 30 de junho e também paralisar as atividades por 24 horas. A assembleia ocorreu no auditório do Sindsprev-RJ, na Lapa.

A greve geral do dia 30 é contra as reformas da Previdência e Trabalhista, pela revogação da Lei das Terceirizações e pelo fim do governo de Michel Temer, altamente impopular e imerso em denúncias de corrupção.

Os servidores ressaltaram a necessidade de organizar a greve e a importância da paralisação para a campanha contra as reformas. A categoria aprovou ainda participar da plenária de organização da greve geral no Rio que está sendo convocada para a próxima terça-feira (27), às 18 horas, em local a ser definido.

Uma comissão de dirigentes e ativistas do sindicato comparecerá à atividade, decorrente de outra plenária, ocorrida na quarta-feira (21), em defesa da manutenção da greve geral – já que algumas centrais vêm hesitando em manter a convocação do protesto. Servidores que participam de duas das nove centrais sindicais que organizam a paralisação – a CTB e a CSP-Consultas – ratificaram a necessidade de parar o país no dia 30 e a posição das respectivas entidades de realizar a greve geral de 24 horas.

Os servidores marcaram, para o dia 28 de junho, a realização de um Comando de Mobilização, na sede do sindicato, com o objetivo de organizar as mobilizações e a paralisação do dia 30. A participação é aberta a todos que queiram contribuir.

Moções

A assembleia aprovou moção de repúdio ao prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (PMDB), e de apoio ao Sepe-RJ – Sindicato dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro. O prefeito vem reprimindo a greve dos servidores municipais, que estão com os salários atrasados, e cortou o repasse ao sindicato das mensalidades dos seus associados.

Também foi aprovada moção de repúdio à direção do Hospital Federal de Bonsucesso, pela exoneração apontada como arbitrária do chefe da Emergência, médico Júlio Noronha, ocorrida após este denunciar a falta de condições de trabalho e de funcionamento do setor.

Frente em Defesa da Saúde

Os servidores decidiram ainda pela participação do Sindsprev-RJ na Frente Parlamentar e de Entidades em Defesa dos Hospitais Federais do Rio, com assinatura do manifesto já divulgado pelo movimento. Deliberou-se ainda pela realização de uma reunião do Grupo de Trabalho da Saúde Federal no Sindsprev-RJ tendo como convidados representantes do Comando de Mobilização do setor, em data a ser marcada, com o objetivo de articular a unificação das mobilizações e somar forças nesta tarefa.

Ato no Rio

A greve geral desta sexta deve ser marcada por manifestações conjuntas em dezenas u talvez centenas de cidades do país. No Rio, o ato unificado tem concentração marcada para as 17 horas, na Candelária, no Centro. Todos estão convocados a participar.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec