Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Petroleiros, setor elétrico e servidores protestam contra privatização nesta sexta 27

26/10/2017


Ao lado, manifesto contra a privatização do petróleo, produzido por Sindipetro-RJ, FNP, FUP, Asduerj e outras entidades

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Um dia de mobilizações de inúmeras categorias de trabalhadores de estatais e servidores públicos é que está previsto para esta sexta-feira (27/10), no Rio de Janeiro, como parte da luta contra a privatização e as reformas trabalhista e previdenciária implementadas pelo governo Temer (PMDB).

Convocadas por CSP Conlutas, CUT-RJ,  Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), Federação Única dos Petroleiros (FUP), Sindipetro-RJ, Sintergia-RJ, Sindicato dos Bancários do Rio, Asduerj e Fórum de Saúde do Rio, entre outras entidades, as mobilizações começam com uma ato público em frente à sede da Agência Nacional do Petróleo (ANP), na avenida Rio Branco 65, em protesto contra o leilão (venda) de áreas do Pré-sal a corporações petrolíferas privadas, que acontece no mesmo dia. São áreas com potencial de produção de 4 bilhões de barris de óleo, correspondendo a um terço das reservas provadas de petróleo do país.

Às 10h acontece a manifestação dos trabalhadores da Eletrobrás, estatal do setor elétrico que o governo Temer (PMDB) está colocando na mira da privatização, numa clara tentativa de desnacionalizar o setor. A manifestação será em frente à Eletrobras, na Av. Pres. Vargas, 509 – Centro.

Às 11h, no Largo da Carioca, será a vez de servidores públicos e trabalhadores do setor privado se manifestarem contra o sucateamento da saúde e da educação, denunciando as políticas de desmonte praticadas pelos governos Temer (PMDB), Pezão (PMDB) e Crivella (PR) - veja matéria específica, clicando aqui.

Ao meio-dia, os petroleiros do Estado do Rio concentram-se em frente ao Edifício-Sede da Petrobras, em mais um ato contra a venda de ativos e a privatização.

Às 14h, será a vez de os trabalhadores da Cedae protestarem, no Palácio Guanabara, contra a privatização da empresa, que o governo Pezão (PMDB) quer entregar como ‘moeda de troca’ no refinanciamento de dívidas do Estado.

As manifestações desta sexta 27 são parte da preparação para o Dia Nacional de Lutas, Atos e Mobilizações (10 de novembro) contra as reformas trabalhista e previdenciária, convocado por CSP (Central Sindical e Popular) Conlutas e sindicatos de metalúrgicos. 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec