Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 12/09/2017 06/09/2017 01/09/2017 30/08/2017 30/08/2017
Geral  

Com apoio do Sindsprev/RJ, saúde de Petrópolis se mobiliza por direitos

07/08/2018


Servidores da saúde municipal de Petrópolis em assembleia, com participação de dirigentes do Sindsprev/RJ
Foto: colaboração

 

Da Redação do Sindsprev/RJ

A exemplo de seus colegas da educação, os servidores da saúde municipal de Petrópolis, na região serrana do Rio, também preparam-se para entrar em greve, caso o prefeito Bernardo Rossi (PMDB) não atenda às suas reivindicações, que incluem reajuste salarial, melhoria das condições de trabalho, fim do desabastecimento das unidades de saúde, revogação da lei que suspendeu o reajuste de 6,2%, enquadramento do PCCS, licença-prêmio e redução da carga horária. Essas reivindicações foram reafirmadas na assembleia da categoria realizada dia 4 de agosto, na sede do Sindicato dos Médicos de Petrópolis. Dois dirigentes do Sindsprev/RJ, Octaciano Ramos e Rosimeri Paiva, estiveram presentes à assembleia para manifestar o apoio do sindicato aos servidores.

O Sindsprev/RJ também apoiou e participou do ato unificado que os servidores da saúde e da educação fizeram na última segunda-feira (6/8), no Centro de Petrópolis, para exigir o atendimento das reivindicações.

No caso da saúde, há a perspectiva de negociação com o prefeito. Para isto uma comissão de servidores já foi eleita na assembleia do dia 4/8. A pedido dos próprios servidores, dirigentes do Sindsprev/RJ serão incorporados à Comissão. A incorporação do Sindsprev/RJ também foi solicitada por meio de abaixo-assinado distribuído pelos servidores.

“Continuaremos nessa luta para apoiar as mobilizações dos servidores de Petrópolis, já que o Sisep, sindicato que deveria representá-los, proibiu os trabalhadores de usarem o nome daquela entidade. O Sindsprev/RJ, ao contrário, é um sindicato de luta, e provamos isto na prática”, afirmou Rosimeri Paiva, da direção do Sindsprev/RJ.

A servidora da saúde estadual e dirigente do Sindsprev/RJ, Rosimeri Paiva, durante ato unificado da saúde e educação de
Petrópolis, realizado na última segunda (7/8) para exigir da prefeitura a pauta de reivindicações






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec