Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 28/11/2018 12/11/2018 25/10/2018 11/10/2018 26/09/2018
Geral  

PSTU e Conlutas homenageiam Luis Fernando nesta quinta (11/10)

05/10/2018

 

Ao lado, cartaz de divulgação da homenagem a Luis Fernando, que acontecerá na próxima quinta-feira, 11 de outubro


Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Helcio Duarte Filho

Com apoio do Sindsprev/RJ, nesta quinta-feira (11 de outubro) o PSTU, a CSP Conlutas e representantes dos movimentos sindical e social do Rio vão homenagear Luis Fernando Carvalho, ex-dirigente e histórico militante da seguridade e do seguro social falecido no último dia 9/9. A homenagem será a partir das 18h30, no auditório do Sindsprev/RJ (rua Joaquim Silva, 98 – térreo). Todos os servidores estão convidados a participar. Compareça.

Emoção na despedida a Luis Fernando

Havia dor, lágrimas, tristeza. Mas havia também, nas emocionadas palavras de despedida, a esperança na capacidade de a humanidade superar seus desafios e construir um outro mundo longe das desigualdades sociais que hoje imperam. Foi assim que familiares, amigos, colegas de trabalho, de partido e das lutas sindicais se despediram de Luís Fernando Carvalho, morto aos 58 anos.

Sociólogo do INSS, lotado no Centro de Reabilitação Profissional, em Duque de Caxias, Luís Fernando teve longa trajetória nas lutas da previdência social, dos serviços públicos e da classe trabalhadora. Militante do PSTU, partido que ajudou a fundar no início da década de 1990, após a Convergência Socialista deixar o PT, dedicou boa parte de sua vida às lutas pela transformação social do Brasil e do mundo: queria um mundo sem explorados e sem exploradores.

Integrou em períodos distintos as direções da Fenasps (Federação Nacional dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho e Previdência Social) e do Sindsprev-RJ. Atualmente, participava da coordenação estadual da CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular).

Uma trajetória de lutas na seguridade

Conhecido pelo seu companheirismo, teve participação fundamental em diversas mobilizações dos servidores do seguro e da seguridade social, como greves, paralisações e campanhas em defesa de direitos e dos serviços públicos. Teve participação marcante na histórica mudança, na década de 1990, da estrutura do CRP do precário prédio da rua Riachuelo, no Centro do Rio, para as amplas e então novíssimas (e já voltadas para a acessibilidade) instalações do prédio da av. Presidente Vargas. A mudança foi realizada pelos próprios servidores, com caminhão contratado pelo sindicato, num dos atos mais ousados e insubordinados das lutas da categoria e talvez do movimento sindical do funcionalismo. Nas redes sociais, servidores do Ministério do Trabalho lembraram da sua atuação na provavelmente primeira greve da história da categoria no Rio de Janeiro. 


O Sindsprev-RJ lamentou profundamente a prematura morte deste valoroso militante e desejou força aos familiares e amigos. Nas palavras de despedida no funeral, a diretora licenciada do Sindsprev-RJ, Clara Fonseca, destacou o quanto Luís Fernando contribuiu para a luta em defesa da Previdência Social. Disse ainda que sentia-se muito triste pela perda do militante político ao qual deve a sua entrada na militância.

Uma revolucionário irrepreensível

Kátia Ferreira, amiga de longas caminhadas juntos, disse às duas filhas de Luís Fernando, Fernanda e Ruti, para que sempre se lembrem do grande ser humano que fora seu pai, da enorme contribuição que ele deu à luta pela construção de um mundo sem desigualdades sociais e da força ética que sempre acompanhou a atuação política e sindical dele. 

O PSTU, partido que ajudou a fundar, lamentou em nota a perda para as lutas dos trabalhadores. "Luís foi um revolucionário irrepreensível. Dedicou sua vida, de forma incansável, à transformação social, na busca da revolução socialista. Um militante histórico do PSTU e da LIT [Liga Internacional dos Trabalhadores]. Sua força, determinação e camaradagem seguirão como um exemplo para todos nós", diz trecho da nota.

Luís Fernando morreu em decorrência de um grave AVC sofrido no início de agosto.

Luis Fernando: trajetória de lutas em defesa da saúde
e previdência públicas
Foto: Niko






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec