Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Repudiamos a política de segurança do governador Wilson Witzel

28/05/2019

 

 

 

Protesto de moradores  de favelas contra a violência policial, realizado no último dia 26/5
Foto: Niko

Por meio de sua Secretaria de Gênero, Raça e Etnia, o Sindsprev/RJ repudia publicamente a nefasta política de segurança implementada pelo governador Wilson Witzel, o mesmo que fez apologia de snipers (franco-atiradores) como ‘solução’ para a criminalidade no estado. 

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP), só no primeiro trimestre deste ano a Polícia Militar já matou 434 pessoas ‘em confronto’, a maioria delas pobres, negras e moradoras de favelas. A média foi de 7 óbitos por dia. São os chamados "autos de resistência" – ou mortes por intervenção policial. As mais de 400 mortes representam o maior número registrado desde 1998. No ano passado, foram 368 mortes no mesmo período. Os dados são do Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP).

Para o Sindsprev/RJ, está em curso um verdadeiro massacre contra os pobres e a população das comunidades e favelas do Rio, sempre as primeiras e maiores vítimas das violências e arbitrariedades cometidas pelo estado no plano dos diretos humanos.

Por ter denunciado a política de segurança do atual governador à Organização das Nações Unidas (ONU), a deputada Renata Souza (PSOL) foi objeto de perseguição movida por Witzel, que pediu a cassação da parlamentar. Tal pedido, felizmente rejeitado pela Alerj, foi mais uma tentativa de atacar a organização dos trabalhadores e intimidar qualquer um que questione os desmandos da atual política de segurança.

Mas não nos calaremos. Não vamos nos intimidar. Não vamos recuar perante a absurda e inaceitável política de Witzel. A PM do Rio é uma das polícias que mais mata no Brasil. E o governo Witzel continua agindo como se nada de anormal estivesse acontecendo no estado. Uma lástima.

Vamos denunciar o governador Wilson Witzel em todos os fóruns e instâncias nacionais e internacionais, até que seja enfim suspensa e modificada sua infame política de 'segurança' que tanta insegurança e incerteza vem causando à população do Rio.

Secretaria de Gênero, Raça e Etnia do Sindsprev/RJ







     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec