Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Centrais sindicais decidem próximos passos da luta contra a reforma da Previdência

18/06/2019


Passeata que ocupou a Avenida Presidente Vargas, dia 14, no Rio de Janeiro, fechando com chave e ouro a Greve Geral -
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

Na próxima segunda-feira, dia 24/6, representantes das centrais sindicais brasileiras vão se reunir para definir os próximos passos da mobilização nacional contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 06/2019 (PEC 6), que impõe uma covarde reforma da Previdência Social, acabando na prática com o direito à aposentadoria, privatizando a instituição e quebrando a Seguridade Social (Previdência, Saúde e Assistência Social). A resolução foi tomada no último dia 17, data em que as centrais avaliaram a Greve Geral de 14 de junho como positiva, tendo dela participado cerca de 45 milhões de trabalhadores.

As centrais avaliaram, ainda, que o sucesso da mobilização é resultado da unidade de ação do movimento sindical, construída ao longo do tempo e renovada nas deliberações das assembleias nos locais de trabalho, em plenárias por categoria e intercategorias; e da articulação com os movimentos sociais, populares, estudantil e religioso. “Essa greve, que atingiu 45 milhões de trabalhadores em todo o país, é um movimento que terá continuidade, com a ampliação da unidade e da mobilização”, dizem as centrais em documento de avaliação divulgado no dia 17.

Anunciam para breve um encontro com os presidentes da Câmara dos Deputados e Senado Federal para entrega de abaixo-assinado contra a proposta do governo Bolsonaro de reforma previdenciária, com centenas de milhares de subscrições coletadas nacionalmente. Também enfatizam que a prioridade será a definição e construção, em reunião marcada para 24 de junho, das ações para ampliar a mobilização e pressão contra a retirada de direitos da Previdência e da Seguridade Social.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec