Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Governo quer reduzir contribuição previdenciária dos patrões e onerar trabalhadores

09/09/2019


Bolsonaro quer proposta tributária para beneficiar empresas
Foto: Antônio Cruz_Agência Brasil

Da Redação do Sindsprev/RJ

Uma das propostas em discussão pelo Ministério da Economia é a substituição da atual contribuição sobre folha salarial, cobrada das empresas, por um imposto nos moldes da extinta CPMF, o Imposto sobre Transações Financeiras (ITF). Com o novo tributo, a intenção do governo seria reduzir de 14,2% para 3,25% a carga tributária previdenciária sobre as folhas de pagamentos das empresas.

Atualmente, a tributação sobre folha de pagamentos arrecada cerca de R$ 250 bilhões por ano. Para compensar a ‘perda de arrecadação’ com essa renúncia fiscal que beneficiaria os patrões, a maioria da população brasileira passaria a pagar imposto sobre operações hoje isentas, como transferências bancárias, por exemplo.

Em outras palavras, a ideia do governo é beneficiar os empresários e fazer com que a conta seja paga pelos trabalhadores. De quebra, o governo também quer descapitalizar a previdência social pública, o que abre caminho para a privatização da previdência e para o chamado ‘modelo de capitalização privado’ contido nas propostas da PEC nº 06, em tramitação no Senado Federal.


 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec