Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Sindsprev/RJ saúda decisão do CFM que cassou registro profissional de Sergio Côrtes

01/10/2019


O ex-secretário de saúde do Rio, Sergio Côrtes
Foto: Fernando Frazão_Agência Brasil

Da Redação do Sindsprev/RJ

O Sindsprev/Rj saúda decisão do Conselho Federal de Medicina (CFM), que, na última segunda-feira (30/9), cassou o registro profissional do ex-secretário estadual de saúde Sérgio Côrtes, réu em processos da Lava-Jato. Em setembro do ano passado, Côrtes já havia tido seu registro cassado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj).

Preso duas vezes na operação Lava-Jato, Sergio Côrtes é acusado de receber propina de empresários e de comandar o esquema de corrupção na saúde, durante as gestões do ex-governador Sergio Cabral Filho (PMDB). No período em que Sergio Côrtes geriu a saúde do estado (2007-2013), a rede hospitalar foi ainda mais sucateada. Foi também na gestão de Côrtes que o governo Cabral Filho promoveu a criminosa demolição do Hospital Central do Iaserj, na Cruz Vermelha, prejudicando milhares de pacientes que diariamente buscavam atendimento naquela importante unidade.

Como um dos fundamentos de sua decisão, o CFM entendeu que Côrtes infringiu artigos do Código de Ética Médica que  proíbem o uso da profissão para corromper costumes, cometer ou favorecer crime e de exercer "a profissão com interação ou dependência de farmácia, indústria farmacêutica, óptica ou qualquer organização destinada à fabricação, manipulação, promoção ou comercialização de produtos de prescrição médica, qualquer que seja sua natureza".

“A cassação de Sergio Côrtes vem fazer justiça à luta em defesa da saúde pública. As gestões de Côrtes e Cabral à frente da saúde do Estado do Rio foram desastrosas para a população. Que Sergio Côrtes nunca mais exerça a medicina. É o que esperamos”, afirmou Osvaldo Mendes, da direção do Sindsprev/RJ.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec