Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Municipal  

Ministério diz que até 27/10 acerta pagamento da insalubridade da Vigilância em Saúde em São Gonçalo

20/10/2016

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por André Pelliccione

Em resposta a questionamentos apresentados nesta quinta-feira 20 pela Regional São Gonçalo do Sindsprev/RJ sobre o adicional de insalubridade dos servidores da Vigilância em Saúde(ex-Funasa), o setor de pagmentos do Núcleo Regional do Ministério da Saúde (Nerj) informou que o pagamento, junto com retroativos, será definido até o dia 27/10, mas que o dinheiro só deverá entrar na folha salarial de novembro. O pagamento da insalubridade com os retroativos vai beneficiar cerca de 470 servidores da Vigilância em Saúde lotados em São Gonçalo. “Esperamos que agora a questão seja resolvida e os servidores recebam o que lhes é de direito”, afirmou Júlio César da Costa Campos, diretor da Regional São Gonçalo que cobrou uma resposta do setor de pagamentos do Nerj.

O adicional de insalubridade dos servidores federais da Vigilância em Saúde lotados em São Gonçalo está suspenso dos contracheques desde junho deste ano.

O corte indevido havia sido determinado pelo Ministério do Planejamento por conta da falta de laudos que atestassem o ambiente insalubre, o que foi resolvido a partir da vinda de médicos da saúde do trabalhador de outros estados e da atuação da engenharia em segurança do trabalho.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec